quinta-feira, 12 de fevereiro de 2015

Boca Colorida: Batons Menow (Velvechinas)

 Mostrei esses dias os batons Xing Ling da marca Menow que chegaram aqui em casa, agora venho mostrar um pouquinho mais deles.


 A embalagem deles é muito simpática, parecem tubos de ensaio! Sempre que via o Franjinha nas revistinhas com aquele monte de vidraria, pensava que um dia ia querer usar essas coisas. No fim fui fazer física e o máximo que brinquei com vidrarias foi durante o laboratório de química. Ao menos usei um tubo de ensaio uma vez na vida. 

O aplicador dele é igual aplicador de gloss e dos outros batons líquidos. Eu comprei as cores 3, 28 e 33.

A cor 3 é um rosa que em um primeiro momento parece ser cor de boca rosadinha, mas quando seca fica um pouco mais claro, mas não chega a ficar com cor de danoninho. Seca bem matte. A primeira vez que usei esse batom foi um dia em que dei palestra, e depois de falar sem parar por cerca de 40 minutos senti ele meio que repuxando na boca. Para ajudar depois rolei em um parmegiana com batata frita e ele trincou inteirinho. Ok, foi um teste meio extremo, mas vi que para esses casos de falação e gorduras ele não aguenta. Usei de novo um outro dia em casa, sem falar demais e sem coisas gordurosas, nesse caso ele durou o dia inteirinho.



A cor 28 é um vermelho da vida, aberto, sem laranja nem rosa de fundo, lindo lindo! Ele é mais claro que o Ballet da Dailus e bem parecido com o Red Kiss da Eudora, mas  fica bem mais lisinho do que os dois. Não aparece nenhuma manchinha de aplicação nele, nem em foto e nem na realidade. Comi batatas fritas e bebi um tanto com ele na boca e aguentou bem. Vermelho aprovado!



Por último o 33. Esse foi um misto de alegria e decepção. Alegria por ele não ficar todo manchado como o Sapatilha da Dailus. Nas fotos ele até parece meio manchadinho, mas olhando nem aparece. Decepção por ele não ficar absurdamente matte como eu esperava. Sei lá, ele tem a mesma textura de batons nacionais que eu tenho ditos como "matte".




Todos eles são fáceis de aplicar com pincel de boca, o aplicador do próprio batom eu acho bem difícil de usar, porque deixa as camadas grossas e dificulta demais o contorno. Eles secam rápido, então a aplicação tem de ser rápida também. Mas sem sombra de dúvidas achei a aplicação mais tranquila do que os batons líquidos nacionais. Pra tirá-los da boca é um pouco complicado, precisa de um demaquilante oleoso, mas se você for como eu que só tira a maquiagem lavando, um pouquinho de azeite em um algodão dá conta. O mesmo vale para lavar o pincel de boca que você usou para aplicá-lo. Fica tudo grudendo e é preciso algo oleoso para tirar o excesso antes de lavar.

Concluindo: aprovados demais, tanto que já encomendei outras 3 cores com o tio Aliexpress, no aguardo de que cheguem logo. Outra conclusão é que cada foto minha eu saio com uma cara mais bizarra do que a outra!

P.S.: Tem tutorial da maquiagem dessa última fotografia amanhã no blog da Cah do Chame do que você quiser, em comemoração ao aniversário de 2 anos do blog. Posto aqui o link na sexta.


Nenhum comentário:

Postar um comentário