segunda-feira, 13 de outubro de 2014

Astronomy Picture of the Week: Luas em Oposição

A minha vontade é de postar todas as imagens do Astronomy Picture of the Day, mas escolhi somente a minha favorita da semana.

Para ver texto e imagem originais, clique aqui.

Tradução porca feita por mim:
"Desde as primeiras horas de 8 de Outubro, sobre as montanhas de Santa Cruz próxima à Los Gatos, Califórnia, a Lua totalmente eclipsada mostra uma gama de cores através desta bem exposta vista telescópica do eclipse lunar. Claro, um eclipse lunar só pode ocorrer quando a Lua está oposta ao Sol no céu terrestre e deslizando suavemente através da sombra do planeta. Mas também próximo da oposição durante esse eclipse e cerca de somente meio grau do limbo lunar, o distante Urano é fraco mas fácil ver no canto inferior direito. Mais fracas ainda são as luas do gigante gelado. Para encontrá-las, deslize seu mouse sobre a imagem para ver uma exposição mais longa. Enquanto a superfície escurecida da nossa Lua eclipsada aparece fortemente exposta, as luas de Urano Titania, Oberon e Umbriel podem ser distinguidas como fracos pontinhos de luz."

Quando ele diz para passar o mouse sobre a imagem, isso só vale para a foto original. Como eu não sei fazer GIFs, segue a imagem que aparece no site:


Essa foto é feita com uma exposição maior, por isso a lua aparece super brilhante e saturada. Em compensação, é possível observar com maior facilidade o planeta Urano e três de suas 27 luas conhecidas: Titania, Umbriel e Oberon. Legal a se destacar sobre esse nome é que ao contrário da maioria dos corpos do Sistema Solar que possuem nomes inspirados na mitologia greco-romana, os nomes das luas de Urano são inspirados na obra Sonho de Uma Noite de Verão (A Midsummer Night's Dream) de Willian Shakespeare. 

Sobre o eclipse, esse infelizmente não foi visível do Brasil. Mas não fique triste, pois em setembro do ano que vem terá um perfeito para nós! Negócio é torcer para que o tempo fique bom no dia. No texto o autor fala "Claro, um eclipse lunar só pode ocorrer quando a Lua está oposta ao Sol", como se entender um eclipse fosse a coisa mais trivial do mundo, e de fato, para quem entende um pouquinho de astronomia, essa é a realidade. Mas sei que nem todos aprendem astronomia na escola, eu mesma não aprendi. Então deixo esse vídeo explicando um pouquinho sobre como ocorrem os eclipses e sobre a  famosa "Lua Sangrenta". A explicação começa aos 1min20.


Ah, Urano não é visível à olho nu, mas com um bom telescópio e paciência para encontrá-lo é possível ver um pequeno pontinho.

Nenhum comentário:

Postar um comentário