segunda-feira, 27 de outubro de 2014

Astronomy Picture of the Week: AR 2192: Gigante no Sol

Minha vontade é de compartilhar todas as imagens do Astronomy Picture of the Day, mas escolho só a minha favorita da semana. Para essa escolhi essa mancha solar monstruosa a AR2192 (Região Ativa), que consegui observar antes de o tempo fechar na semana passada.

Para ver texto e imagem originais, clique aqui.

Tradução porca feita por mim:
" Como você assistiu o progresso do eclipse solar parcial de ontem, você também provavelmente notou um gigante grupo de manchas solares. Capturada nessa precisa imagem telescópica de 22 de Outubro a complexa AR2192 é bela de se ver, uma região solar ativa alastrando-se, com tamanho comparável ao diâmetro de Júpiter. Como outros grupos de manchas solares menores, AR2192 está agora atravessando a face do Sol voltada para a Terra e aparece escura em luz visível porque ela é mais fria do que a superfície no entorno. Ainda assim, a energia armazenada na região de campos magnéticos emaranhados é enorme e já gerou explosões poderosas, incluindo dois flares classe-X essa semana. Ejeções de massa coronal associadas aos flares não afetaram o planeta Terra, até agora. A previsão para mais atividades da AR2192 ainda é significante. Como ela se movimenta através do centro do disco solar, CMEs direcionados à Terra tornam-se possíveis"


Esse eclipse solar parcial que o autor cita, não foi visível daqui. Aliás, demorará um bom tanto para que possamos ver um eclipse solar daqui. Mas quando isso acontecer, nada de olhar diretamente para o Sol!

Manchas solares aparecem na superfície da nossa estrela de tempos em tempos, mas essa mancha é a maior desde 1990 e conseguir vê-la de verdade na superfíe solar é incrível, pensar que cabem mais de 10 Terras na extensão dessa mancha chega a ser assustador. Pena que as nuvens atrapalharam e eu não consegui uma astrofotografia fail, que em nada se compararia à essa do Alan Friedman. Espetacular! Queria ter não só o equipamento necessário para conseguir fotos assim, mas também a paciência de tentar, tentar e tentar até conseguir uma imagem perfeita.



Eu já havia colocado um vídeo sobre a formação de manchas solares, ejeções de massa coronal e a relação de tudo isso com a formação das auroras nesse post de Cupcake de Aurora com cobertura de Via Láctea, para quem quiser entender um pouquinho sobre isso, é só clicar no link e colocar as legendas.




Nenhum comentário:

Postar um comentário