terça-feira, 9 de junho de 2015

Esmalte da Vez: Mistery Gray

A última das coisas que eu ganhei no combo de aniversário foi esse outro esmalte, o Mistery Gray do O Boticário. Ele tem a textura igual à do Mistery Purple, delícia de aplicar e bem facinho de limpar.


A cor dele de cara lembra um prego galvanizado, mas dependendo da luz fica mais claro, quase prateado. Tem uns brilhinhos verde e rosa no meio que faz com a cor mude ainda mais dependendo do ângulo.


O Mistery Gray durou bem menos que o Mistery Purple nas minhas unhas, mas não sei se foi culpa do esmalte ou se eu lavei louça demais aquela semana.



E agora acabaram os meus presentes de aniversário para testar. Chatiada! Quero mais presentes!

segunda-feira, 8 de junho de 2015

Astronomy Picture of the Week: Supernova 1994D e um Universo Inesperado.

A minha vontade é de compartilhar todas as imagens do Astronomy Picture of the Day, mas escolho somente a minha favorita da semana. Para essa semana escolhi a imagem de uma supernova de um tipo bem específico e de suma importância para a astronomia.

Para ver texto e imagem originais, clique aqui.

Tradução porca feita por mim:
"Muito tempo atrás, muito longe, uma estrela explodiu. A Supernova 1994D, visível como um ponto brilhante no canto inferior esquerdo, ocorreu na periferia da galáxia NGC4526. Supernova 1994D não era interessante pelo quão diferente era, mas pelo quão similar era de outras supernovas. De fato, a luz emitida durante as semanas seguintes da explosão que a causou é  familiar de uma Supernova Tipo 1A. Se toda Supernova Tipo 1A tem o mesmo brilho intrínseco, quanto mais fraca a supernova parecer, mais longe ela deve estar. Ao calibrar com precisão a relação luminosidade-distância, astrônomos são capazes de estimar não somente a taxa de expansão do Universo (parametrizada pela constante de Hubble), mas também a geometria do Universo em que vivemos (parametrizadas por Omega e Lambda). O grande número e as grandes distâncias das supernovas medidas nos últimos anos, quando combinadas com outras observações, são interpretadas como indicação de que nós vivemos em um previamente em um Universo Inesperado."

/* Momento desabafo: Tem vezes em que eu leio os textos do APOD, releio, tento traduzir e fico meio desesperada tentando entender o que eles quiseram dizer com aquilo e vejo que os problemas com escrita não são exclusividade dos cientistas do meu instituto. Felizmente isso me dá mais ânimo para continuar escrevendo aleatoriedades no blog e amenizar a minha crescente ignorância na escrita.*/

Supernovas é o nome que damos para eventos que marcam a morte de uma estrela super massiva, quando a estrela não consegue mais produzir energia o suficiente através dos processos de fusão nuclear. Supernovas do Tipo 1A são diferentes e ocorrem em sistemas binários de estrelas, quando uma delas é uma estrela anã branca e a outra uma estrela gigante, ou uma anã branca menor do que a primeira. As estrelas anãs brancas são uma das coisas mais densas do Universo, uma colher de chá de uma anã branca pode pesar 5 toneladas. Essa alta densidade faz com que sua gravidade seja muito intensa e a estrela passe a canibalizar sua companheira, puxando material dela. Quando a massa da anã branca aumenta 1.4 vezes a massa do Sol, uma reação nuclear ocorre, fazendo com que a anã branca exploda. Esse limite da explosão é conhecido como limite de Chandrasekhar, nome do astrônomo indiano que a descobriu.


Como essa reação ocorre sempre com a mesma massa e do mesmo jeito, é possível usá-la como um padrão para estimar distâncias. Sabemos que a luminosidade cai com o quadrado da distância. Assim um objeto luminoso colocado o dobro da distância de um outro idêntico terá o brilho quatro vezes menor. Então é possível determinar a distância dessas supernovas comparando o quão fraco é o brilho dela em relação à outra cuja distância já sabemos.



No texto o autor fica brisando sobre como a determinação de distâncias pode ser usada para estimar a taxa de expansão do Universo e sua geometria, sei explicar isso bem mais ou menos, mas não farei isso aqui, se não esse post será infinito. Mas já apresentei uma palestra sobre o tema, caso queira saber um pouquinho mais, aqui vai o link para a página do observatório onde é possível encontrar os slides da palestra e o texto de apoio que escrevi. Minha palestra é a do dia 16 de maio. Não tem nenhum formalismo, mas pode auxiliar no entendimento de algumas coisas.

sexta-feira, 5 de junho de 2015

Paleta de Sombras make B Universe

Ganhei de aniversário algumas coisas da coleção make B Universe do O Boticário, uma das coisas que vieram foi uma paleta com quatro cores de sombras lindas! São sombras com textura baked, que podem ser usadas secas ou molhadas. As cores são cinza chumbo, roxo, azul escuro e prata.



Primeiro usei as sombras cinza chumbo e roxa, o contraste delas juntas não fica muito bom, da próxima vez eu tento com elas molhadas ou alguma base cremosa por baixo, quem sabe assim as cores aparecem um pouco mais?



Batom roxinho da foto: Beringela da Dailus


Outro dia usei só a azul e a prateada, dá para ver que a prata é bem ralinha e deixa a pálpebra aparecendo, mesmo aplicando uma grande quantidade. Mas o azul eu amei, não fica muito chamativo, agora serei a doida da sombra azul!



Batom cinza azulado Bruna Tang da Tracta.


Nos dois dias em que eu usei as sombras, cheguei em casa com elas da mesma forma de quando eu saí, mas não fiz um teste de dia inteiro, só de algumas horas. Como eu raramente passo o dia todo maquiada, para mim é mais que o suficiente.

quinta-feira, 4 de junho de 2015

Astrofotografia Fail: Região do Cruzeiro por uma pessoa que não consegue focar.

Ser cega é uma merda! Além da miopia, eu tenho um astigmatismo super alto e um olho com a córnea meio torta. Resultado: problemas demais na hora de focar qualquer coisa, microscópio, telescópio, binóculo, câmera...

Tive um super trabalho para me embrenhar no meio do mato para tentar essas fotos, eu não tenho carro, então tive de convencer meu pai a parar no meio da viagem para entrar em uma estradinha de terra e eu ter um céu perfeito. O céu estava perfeito, mas meu olho mais uma vez me enganou. Tirei dezenas de fotos, pareciam perfeitas, mas quando passei para o computador, deu vontade de chorar!


Completamente desfocado!! Acho que vou fazer uma marca com durex nas lentes da minha câmera, com a posição onde o foco é no infinito, não quero perder fotos e oportunidades de novo. Se não tivesse desfocada, seria uma foto linda!

Nikon D3200
18mm
f/3.5
10 segundos

Bom, vai ficar pra próxima viagem a tentativa de uma foto boa.

quarta-feira, 3 de junho de 2015

Boca Colorida: Bruna Tang Tracta

Uns tempos atrás comprei algumas coisas da Tracta junto com uma amiga e no meio delas veio o batom Cinza da Bruna Tang para Tracta. Encontro batom cinza, mas não encontro meu batom roxo dos sonhos!

 

O único batom da Tracta que eu tinha era o Beauty and Brains e a acho a textura dele bem chatinha pra passar. Já o Bruna Tang é muito bom, apesar da cor exótica, fica perfeito com uma camada, não mancha e fica essa textura mais sequinha mas sem ser completamente matte.


Por algum motivo estranho, esse batom fica um pouco mais azulado dependendo da luz, mutante mesmo. Mas o que achei mais legal dele, é a possibilidade de misturar com outras cores e fazer um batom único e bem diferente. Na foto abaixo misturei ele com o Vamp da Avon.

Bruna Tang - Bruna Tang + Vamp - Vamp
Pra quem quiser o batom cinza, ele está à venda na loja da Tracta neste link.

terça-feira, 2 de junho de 2015

Esmalte da Vez: Mistery Purple

Amo esmalte roxo, odeio fotografar esmalte roxo! Ganhei o Mistery Purple do O Boticário nesse combo de presentes que ganhei de aniversário. Eu já tinha namorado o vidrinho na vitrine, mas resolvi deixar quieto. Para minha alegria, o esmalte não desistiu de mim! Ele é lindo demais!!


Ele é um roxo com a base meio azulada e com micro brilhinhos rosas e azuis, dependendo da iluminação ele fica azul ou mais avermelhado. Meio chatinho para passar, mancha um tanto, precisei de 3 camadas para ficar aceitável. Mas depois que secou ficou bem brilhante e demorou muito para lascar.


É o primeiro esmalte do O Boticário que eu usei, achei bom, mas não a ponto de pagar o tanto que é cobrado nele, ainda bem que pessoas fazem minha felicidade dando presentes! Semana que vem eu volto para mostrar o outro esmalte que eu ganhei.


segunda-feira, 1 de junho de 2015

Astronomy Picture of the Week: A Árvore Galáxia


A minha vontade é de compartilhar todas as fotos do Astronomy Picture of the Day, mas escolho só uma por semana. Essa eu já fiquei tentada a escolher pela beleza, tive certeza de que ela seria a escolhida depois de ler com cuidado o texto e perceber todo o cuidado que o fotógrafo teve para consegui a foto perfeita.


Para ver texto e imagem originais clique aqui.

Tradução porca feitar por mim:
"Primeiro vieram as árvores. Na cidade de Salamanca, Espanha, o fotógrafo notou o quão distinta era a vista do bosque de carvalhos depois de serem podados. Depois veio a galáxia. O fotógrafo ficou acordado até as duas da manhã esperando enquanto a Via Láctea subia acima do nível do majestoso carvalho. Dessa perspectiva cuidadosamente escolhida, a faixa de poeira da galáxia parece ser uma continuação natural dos galhos da árvore. Por último veio a luz. Um flash foi usado do lado oposto da árvore para projetar uma silhueta. Por coincidência, outras árvores também apareceram com silhuetas similares no horizonte relativamente brilhante, Essa imagem foi capturada em um frame único de 30 segundo no começo do mês e processada digitalmente para realçar a Via Láctea"

Sempre que vejo um céu repleto de estrelas como este, fico admirada mas ao mesmo tempo perdida. Quando o céu é tão cheio de pontinhos brilhantes é mais complicado encontrar as constelações. Por sorte o fotógrafo nos fez o favor de facilitar a identificação, traçando as linhas das constelações.



Queria me aplicar mais à fotografia, queria ter a capacidade de conseguir tirar uma foto dessas, mas tenho certeza de que enquanto eu continuar na física, não terei tempo para isso.